azar o seu, querida.*

[por uma vida menos ordinária]

Archive for julho 2007

you only live once.

with 9 comments


i’ll be waiting for you baby/’cause i’m through

[“…procrastino. Não devia. Foi a chuva que me trouxe pra dentro. Já faz alguns dias. E agora não há sol que me anime a sair. Continua frio. Eu gosto. Curiosamente, dentro de casa faz mais frio que fora. Mas disso eu só me lembro quando saio. Agasalhada demais. Foi a chuva que me trouxe pra dentro, já faz alguns dias, e me esfregou na cara as várias coisas que eu preciso organizar. Dar um jeito. Jogar fora. Achar um lugar. Procrastino. E ouço música o dia inteiro. E são tantas que às vezes esqueço. E me lembro, como ontem, ouvindo presentes no banho. Não estou distraída. Procrastino. Juro por deus que não sei mais por onde começar.”]

Written by juliana alves

julho 31, 2007 at 6:58 pm

Publicado em música, trechos, vídeos

ludovic: eu fiz pouco caso de um gênio [o clipe].

with 3 comments

Algumas pessoas não sabem, mas o nome deste blog, que às vezes causa frisson, riso e desconfiança nos outros, vem de uma música chamada Vane, Vane, Vane, de uma banda que eu considero uma das melhores paulistanas conhecidas até agora: Ludovic. Quem me conhece sabe que a minha admiração pela banda, suas letras, e seus shows viscerais, foi à primeira vista. Quem me conhece sabe que, normalmente, não meço esforços pra ir aos shows. Quem me conhece sabe que quase sempre que vou aos shows, levo a câmera junto, na esperança de um dia conseguir uma foto que fale sozinha e use as mais de 1000 palavras a que tem direito pra descrever definitivamente o que é um show desse povo. Eu sou uma fã. E é com orgulho de fã que eu apresento a vocês o clipe de “Eu fiz pouco caso de um gênio”, minha música preferida do segundo disco da banda, Idioma Morto. O vídeo, recém finalizado, foi dirigido por David Rodrigues [baterista da, também por mim admirada, banda Ecos Falsos] e também pode ser visto no MTV Overdrive. Para colocar o clipe na programação da emissora ligue para (11) 3874-3505 (de segunda à sexta, das 11h às 13h e das 14h às 18h); mande e-mails para mtv.responde@mtvbrasil.com.br ou overdrive@mtv.com.br. Veja o vídeo. Ouça o disco. Veja o show. Espalhe pra pelo menos cinco amigos seus. Divulgue. Divulgue. Divulgue. É rock dos bons. Música de qualidade. E merece ser conhecida e reconhecida. Senhoras e senhores, com vocês, Ludovic:

Written by juliana alves

julho 30, 2007 at 12:38 pm

69 fuck songs #2: love me 2 times.

with 10 comments

Written by juliana alves

julho 29, 2007 at 8:49 pm

DDA’s do mundo…

with 5 comments

Com vocês, Reeta Leena*.

Written by juliana alves

julho 26, 2007 at 1:44 pm

Publicado em música, vídeos

carta aberta a jack bauer.

with 8 comments

Caro Jack,
Eu tentei.
Mentira. Eu não tentei. Não muito. Na verdade uns episódios naquela temporada em que a minha amiga Josie esteve aqui e todos dormíamos mais tarde. Isso é tentar não é? Bom, o fato meu bem é que eu prefiro o McClane. Ainda mais agora, depois desse Duro de Matar 4 [mais um oferecimento Blogger’s Cut]. Presta atenção, uns 20 anos antes de você aparecer, contando os minutos e tudo o mais, o McClane já arregaçava tudo lá no Nakatombi Tower pra salvar a Holly. E agora, 3 filmes depois, continua arregaçando tudo pra cima de uns terroristas cibernéticos. Não, não, a Holly é uma ingrata e não quer mais saber do pobre, mas ele tem que salvar a filha e o resto dos Estados Unidos e sabe como é, não tem mais ninguém pra fazer. E nem é porque você não derruba helicópteros com um carro Jack, não faz assim. Eu sei que você tem as suas qualidades. Mas acho que você é meio certinho demais pro meu gosto sabe? Sem contar que ele é bem mais bonito, mesmo todo arrebentado e todo sujo de sangue, olha aí. Quem sabe se você quebrasse mais o pau, mais brigas, mais cicatrizes, sá’comé que é? Ou vai ver que é porque você é uma série né? E eu perdi a minha paciência com séries na última temporada de Barrados no Baile. Quem sabe se você fosse um filme…Por falar em filme, não deixa de ver hein Jack? Live Free or die Hard. McClane continua ótimo, o diretor da conta do recado direitinho, as atuações estão todas boas [destaque para Justin Long, o hacker, Maggie Q, a vilã, e Kevin Smith, o “jedi”] o roteiro funciona, as piadas também [e acho que todo mundo já entendeu que não é pra levar a sério e esperar verossimilhança] e algumas sequências são inacreditáveis [já contei que ele derruba um helicóptero com um carro? Já?].
Vai ver, vai, Jack.
E leva a sua filha.
Atenciosamente,

die hard.

Três de Agosto nos cinemas.

bc

Written by juliana alves

julho 25, 2007 at 1:13 pm

Publicado em bloggerscut, cartas, cinema

os transatlanticistas vão dominar a terra.

with 9 comments

[ou De Vez Em Quando Eu Fotografo]

A saber: os Transatlanticistas são seres superiores que vivem no planeta Zwan, localizado a poucos anos luz do cinturão de Holly. Eles se comunicam telepaticamente, falam todas a línguas da Galáxia, nunca perguntam por que e sua memória guarda sem esforço fatos dos tempos passado, presente e futuro. Seus sentidos são diferentes dos dos humanos: só conseguem desenvolver o tato quando se encontram no mesmo espaço físico de outro transatlanticista com reações tautócronas as suas, o que faz com que andem sempre em duplas que formam uma unidade. Foram os primeiros habitantes deste planeta, mas tiveram que migrar devido a proliferação de sentimentos ruins e catástrofes naturais no meio. Sua missão na Terra é trazer a plenitude dos momentos sublimes em uma única e vitalícia dose (sem início, meio ou fim) e fazer com que os mesmos sejam uma constate na vida terrena. [por Marina Santa Helena]

ian&marina

Ensaio: Cotidiano.
Modelos: Ian&Marina [uma unidade transatlanticista].
Fotógrafa: Juliana Alves.
Cenário: tarde de domingo.
Amostra Grátis? Aqui.

Written by juliana alves

julho 23, 2007 at 9:03 pm

cantarolando baixinho “yippee-ki-yay, motherfucker!” enquanto a minha chefe balança a cabeça com um sorrisinho nos lábios num típico gesto que significa “tadinha dessa menina, é louca”.

leave a comment »

[porque a cabine para impressa e associados blogger’s cut é amanhã-ã]

Remember when we first met John McClane? Argyle picked him up from the plane. And took him down to Nakatomi Tower…To meet with Holly. He came to get her back and to be her man. But Hans and his buddies fucked up the plan. And that’s about when everything went sour. At the Christmas party. And the terrorists were over-zealous. But it was sweet when they killed Ellis! And, with a little help from Allen. John McClane kicked ass! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die as hard as we can! No one dies harder than John McClane. Even when his wife’s stuck on a plane. About to crash into the Potomac River…On the eve of Christmas. And airport security kicked him out. But John McClane is just too damn proud. And nothing could have made him not deliver…’Cause that’s his business! And with a lot of fights and gunplay. He blew that plane up on the runway. And, with a little help from Allen. Holly’s plane could land! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die as hard as we can! Yippee-ki-yay, motherfucker! [4x] No one dies harder than John McClane. Saving all the passengers on the train. But Simon wasn’t clear with his intentions: It was just a distraction! And there was no way McClane could know. That Hans Gruber was Simon’s bro. And that’s what made it “Die Hard: With A Vengeance”. With Samuel Jackson! And the good cop wouldn’t miss this. Even though it wasn’t Christmas. He didn’t get any help from Allen…But only in part three! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die as hard as we can! Finally we’re back with John McClane. Now we got a choice, and the choice is plain: We can live free or we can die hard. As hard as we can. From taking on a terrorist he’s never met. To taking on an F-35 jet. With the greatest car explosions by far…This sure looks sweet, man! And we know what the basic gist is: There ain’t no Allen, and it’s not Christmas. We don’t know but we’re pretty sure that. John McClane kicks ass! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die, die hard! We’re gonna die, die, die as hard as we can! Yippee-ki-yay, motherfucker! [4x]

[Guyz Nite]

bc

Written by juliana alves

julho 23, 2007 at 4:43 pm

Publicado em cinema, notícias